sábado, 22 de maio de 2010

Para todas as Marias

Há muitas Marias para cada João.
E até há alguns Joões para algumas Marias.
Digo algumas porque Marias - ainda que à procura de um João para si - sempre sobrarão, por serem tantas.
São muitas as Marias. Ah, são. Ou seria uma impressão?
Mas acontece que entre tantas Marias, e acontece que entre tantos Joões;
haverá aquela Maria e haverá aquele João,
que caminham a um: número ímpar e singular.
Por propósito ou por distração, não estão a se procurar.
Um João e uma Maria que não formam par.

- É claro que não deverão, essa Maria e esse João, ignorar uma trombada que, porventura, possam dar, um no outro, por aí.

2 comentários:

jefhcardoso disse...

A trombada sempre acontece para João e Maria.
Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com

Maíra disse...

E viva as trombadas!
Obrigada pela visita, Jefh. =)